Blog do Del – Mundo Ufo

Conheça mais sobre o mundo ufo com o escritor extradimensional Fábio Del Santoro

Angra 2 e 3. Destruídas até 2020?


Previsões sobre o futuro da Terra

Quando escrevi 2049, e isso aconteceu em 2007, e sua publicação ocorreu somente em 2009, o único acidente  marcante com usinas atômicas da história havia sido o de Chernobyl, na Russia. Neste ano tivemos algo maior, que foi o acidente com as usinas do Japão, que levaram o mundo a se perguntar: para que usinas atômicas? A Alemanha já decidiu desligar todas as suas usinas e o Japão pensa seriamente em fazer a mesma coisa. O Brasil, para variar, está na contra mão da história, e traça planos para construir mais uma. Independente da opinião dos governos de outros países, e dos 200 mil habitantes da região, que não dormem a noite pensando que algo muito sério poderá acontecer por ali. Veja o que está escrito em 2049, sobre este assunto:

“A vida agora é melhor, e eu sinceramente espero vê-lo comigo aqui em 2049. São muitos os aspectos que podemos abraçar nestes tempos tão inusitados. Podemos falar um pouco da radioatividade que se espalhou nas usinas de Angra II e Angra III. Elas simplesmente não resistiram ao impacto do mar e esfarelaram-se diante da rigidez do oceano que invadiu a costa brasileira sem bater a porta. Foram milhares os desabrigados que não resistiram ao primeiro ataque das marés e milhões quando o tsunami das Ilhas Canárias avançou com ondas enormes sobre os rochedos do Brasil. Fiquei com pena daquela gente porque vi crianças desaparecerem de seus pais e pais desaparecerem de seus filhos em questões de segundos. Vi quando a onda bateu na usina e a deslocou de lugar como se fosse um brinquedo. O vazamento da radioatividade foi relativo o suficiente para causar mais danos do que Hiroshima e Nagasaki juntas. Fauna e flora destruídas, vidas humanas perdidas, um verdadeiro paraíso largado de antemão pelos milionários que lá fizeram suas casas, pelo governo que abusou da possibilidade de contaminar este paraíso e por todos que não boicotaram a causa da construção de mais uma usina. Angra III saiu do papel e pelos idos de 2020 foi destruída antes mesmo de estar em completo funcionamento.”

Agora, veja está notícia:

Acidente em usina nuclear japonesa preocupa população de Angra dos Reis

16/03/2011 – 14h03

Flávia Villela
Repórter da Agência Brasil

Rio de Janeiro – O recente acidente nuclear no Japão reacendeu a polêmica em torno desse tipo de geração de energia e está causando preocupação entre as populações que vivem próximas a usinas. Mesmo em Angra dos Reis, na costa verde fluminense, onde não existe risco de tsunamis ou terremotos, parte da população está ainda mais aflita com um possível vazamento radioativo nas usinas Angra 1 e 2, criadas na década de 70. Uma possível falha humana ou no reator seria o suficiente para uma tragédia na região, que possui cerca de 200 mil habitantes.

O presidente da Associação dos Pescadores do 4º Distrito de Angra dos Reis, José Carlos Pedrosa, diz que, em caso de necessidade de fuga ou de emergência, não há estradas adequadas e o medo ronda o bairro onde mora, Parque Manbucaba, próximo às usinas.

“É preocupante você deitar e saber que tem uma usina praticamente no quintal da sua casa. Apesar de falarem que 10 quilômetros (km) de distância é uma área segura, lá no Japão ampliaram de 10 para 20 quilômetros e, agora, para 30, pois corre o risco de o acidente ser mais grave. Só que, aqui, as estradas não são suficientes.”

O pescador lembrou que as quedas de barreiras são constantes e a Rodovia Rio Santos (BR 101 sul) “vive interditada”. “O acesso mais rápido para se atingir a [Via] Dutra é subindo a serra pela Saturnino Braga, mas tem um projeto de uma estrada de uns 90 km desde a criação da Angra 1 que nunca saiu do papel. Não dá para evacuar com rapidez.”

O assistente da presidência da Eletronuclear, agência que opera as usinas, Leonam Guimarães, explicou que, embora um fenômeno natural como o que ocorreu no Japão seja praticamente impossível no Brasil, não se pode descartar outros tipos de acidentes. Leonam garantiu, entretanto, que o plano de emergência é rigorosamente idêntico ao adotado no Japão, onde o procedimento de evacuação foi realizado com êxito.

“E tenho certeza de que aqui a evacuação poderá vir a ser feita com muito menos dificuldade do que no Japão, pois lá eles estão em meio a um cenário de caos e, além disso, no entorno das usinas do Japão, a população é muito maior do que no Brasil.”

O funcionário da Eletronuclear explicou que na zona de planejamento de emergência, de até 10 km de Angra dos Reis, existem cerca de 22 mil pessoas. No Japão, o número de pessoas que moravam perto das usinas era de, aproximadamente, 80 mil pessoas.

Leonam ressaltou que as instalações das usinas no Japão foram as que mais resistiram ao terremoto e ao tsunami. “Todas as instalações industriais foram afetadas. Milhares de pessoas devem ter morrido de imediato com a explosão da refinaria de Ichibara, de gás natural.”

De acordo com a Defesa Civil do Estado do Rio, há um plano de emergência preventivo, de padrão internacional, que é colocado em prática todo o ano. De dois em dois anos, o “exercício” envolve a participação da população dentro da zona de planejamento de emergência – um raio de 15 km da central. Além disso, os moradores são convidados a participar de palestras. Anualmente, são distribuídos calendários com uma série de instruções e revistas para o público mais jovens. Cerca de 300 a 500 pessoas participam voluntariamente das etapas do plano de evacuação.

O pescador Carlos Pedrosa participa dos exercícios e confirma a distribuição dos folhetos explicativos, mas tem dúvidas de que isso baste para evitar um desastre. “Será que só isso basta? O plano de evacuação realmente existe, mas por onde fugir? Sempre nas reuniões voltamos a falar sobre os problemas das estradas e eles [autoridades] respondem que os projetos vão sair. Mas nunca saem.”

Dono de uma distribuidora de bebidas no bairro de Balneário, a cerca de 30 km das usinas, Magno Célio Pio da Costa reclama da falta de informação sobre os planos de fuga. Ele acha que a divulgação e os exercícios deveriam ser feitos em um raio maior.

“Nunca me entregaram nenhum panfleto explicativo. Só uma minoria participa dos exercícios que são longe daqui. Quem mora no bairro morre de medo. No caso de um acidente, saio correndo pelo mar, nem que seja num toco de madeira, porque pela [rodovia] Rio Santos, cheia de quebra-molas e barrancos, não dá”.

FONTE: AGENCIA BRASIL

Espero sinceramente que as previsões descritas em 2049 não se cumpram. Mas se algo ocorrer, lembrem que o descaso pela vida humana continua. Afinal, o que são 200 mil pessoas que correm o risco de morrer? Alguém do governo pode me responder?

5 comments on “Angra 2 e 3. Destruídas até 2020?

  1. Amado
    31 de December de 2011

    Sr. Fábio Del Santoro, comprei e li o seu livro, 2049 – Uma Nova Terra.
    Acredito nas coisas que vão acontecer com a nossa Mãe Terra de agora em diante, de forma abrupta e dolorosa, através de grandes cataclismas geológicos em todo Planeta; nenhum Continente escapará da varredura espiritual e material, pois estão escritos no Apocalípse, nos ensinos de Jesus e na Lei de Deus. Se não aceitamos por amor os ensinos de Jesus, aceitaremos pela dor, este é um dos caminhos da misericórdia do nosso Pai, Deus, e de Jesus o nosso Governador, para que alcancemos a tão sonhada Evolução Espiritual.
    Quanto ao livro futurista, escrito pelo Sr., sob a supervisão espiritual de seu Mestre ou Mentor, achei muito interassante, porque um pouco com as revelações mencionadas em livros espíritas sobre o futuro do nosso Planeta Terra.

    Tem coisas descritas no livro que são difícieis de compreender e aceitar, questões sobre o sexo que são incoerentes com a lei de reprodução, moradias subterrâneas e outras coisas que não me recordo agora. Outra coisa, de 2012 ao ano 2049 são 37 anos , acho pouco tempo para que os Habitantes que permanecerem na Terra, venham alcançar uma transformação, científica, material, espiritual e moral desse porte que o Sr. menciona no seu livro. Evolução espiritual da forma mencionada no livro e as transformações depois de um Planeta em escombros, com ajuda de outros seres espirituais angélicos, mesmo assim acho impossível a Terra chegar a esse grau de evolução no ano de 2049.

    Quero informar ao Sr. que sou espírita Kardecista, acredito na reencarnação, na pluralidades dos mundos habitados (vidas em outros planetas) ou em outras dimensões espirituais (mundos espiriuais Superiores e Inferiores), evolução progressiva do espírito, progressão dos mundos, extraterrestres (seres espirituais, materiazados ou não de outros sistemas planetários que vem nos visitar), e também acredito na Regeneração da Humanidade em breve, porque está escrito na lei de Deus. Acredito que depois dessas transformações e seleções espirituais futuras, a Terra será governada pelas Leis de Deus (Lei de amor), novo Estatuto Divino, diretamente entregues aos Homens, sob a misericórdia de Jesus Cristo.
    Concordo com muitas coisas mencionadas no livro, mas não a totalidade dos relatos, pois discórda com os meus princípios espíritas.
    Leiam os livros: O livro dos Espíritos – Allan kardec, A Caminho da Luz – psicografia de Chico Xavier – Transição Planetária – psicografia de Divaldo Pereira Franco

    Atenciosamente,

    Amado – 31/12/2011

  2. Márcia Ferraro
    19 de July de 2011

    Del,
    Tomara que as coisas sejam mesmo bem mais suaves.

  3. Márcia Ferraro
    18 de July de 2011

    Puxa, quando eu li o 2049 essa parte chamou a atenção, pois vi que a construção da usina vai ser levada a cabo. Pena, Angra é um lugar maravilhoso que pude conhecer. E me lembro bem das usinas vistas da estrada…

  4. Juliano
    15 de July de 2011

    É isso aí!

    Eu já tinha comentado na comunidade do Orkut PMI em um tópico sobre a imbecilidade de construir usinar nucleares próximo ao mar.

    É um caso sério. Toda a vida na Terra corre perigo. Mas no país tupiniquim é tudo levado a brincadeira e deixado para depois. Nossos lindo e queridos idolatrados governantes só querem lucros e que se danem a populaçao (gado de abate).

    Como eu sonho um dia este planeta ser orientado e governado junto ao TODO. Enquanto isso ficamos entupidos de porcarias da mídia e mentiras governamentais que nos mantem dopados dormindo em berço esplêndido totalmente alienado buscando desesperadamente prazeres a todo custo de forma exacerbada.

    Madre mia!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: